A avaliação efectuada à 2.ª edição do Projecto Dinamizar permitiu concluir que existiram impactos ao nível da competitividade das empresas bem como transformações organizacionais potenciadas pelas acções de consultoria que visaram resultados bastante positivos. A conjugação entre inovação organizacional, aumento da produtividade e redução de custos sem destruição do emprego nas empresas intervencionadas, constitui o triângulo de impactos mais visíveis deste Projecto. Para este triângulo de impactos contribuíram directamente três resultados do Projecto Dinamizar: a introdução de ferramentas de gestão financeira nas empresas; a redefinição funcional e organizacional das empresas; e a introdução / reforço da presença de tecnologias de informação.

No respeitante à avaliação do processo formativo, tanto os empresários como os consultores reconhecem o contributo deste Projecto para o desenvolvimento quer de competências técnicas de gestão estratégica e operacional quer de competências pessoais e inter-pessoais. Saliente-se ainda que quer os empresários quer os colaboradores das empresas intervencionadas revelaram-se bastante satisfeitos com as condições e as metodologias seguidas na formação, tendo sido verificado uma articulação próxima entre a formação ministrada e os diagnósticos decorrentes das acções de consultoria.

O grau de execução deste Projecto foi bastante expressivo com taxas de execução de 104% no que diz respeito ao número de empresas intervencionadas, de 180% no que diz respeito ao n.º de acções de formação, de 91% e de 98% no que diz respeito, respectivamente, ao volume de formação e às horas de consultoria.

Os números finais da execução do “Dinamizar”, encontram-se no quadro seguinte:

N.º entidades beneficiárias

37

N.º empresas intervencionadas

1141

Horas de Consultoria

138 586

Horas de Formação (em volume)

395 908

N.º de acções de formação

2 501

N.º de formandos

21 718

Horas de consultoria/empresa

121

Volume de formação/empresa

350